SECRETARIADO DIOCESANO DA PASTORAL FAMILIAR

DIOCESE DO PORTO

InícioOrganizaçãoPlano de AcçãoActividadesDia DiocesanoJornada DiocesanaMovimentosHistórico

 

MOVIMENTO FAMÍLIAS NOVAS (Focolares)

1      Perfil

     Teve o seu início em 1943, em Trento (Itália), quando Chiara Lubich, no clima de ódio e violência da II Guerra Mundial, perante o desmoronar de tudo à sua volta, descobre Deus como o único ideal que não passa. Com um primeiro grupo de amigas, nos refúgios, durante os bombardeamentos, encontram nas palavras da Evangelho uma luz nova: Deus é amor! Descobrem no mandamento do amor recíproco o coração do Evangelho; no testamento de Jesus o plano divino de unidade universal e a finalidade das suas vidas; em Jesus crucificado, que grita o abandono do Pai, o segredo para recompor a unidade em todos os âmbitos. Desta experiência de vida evangélica no dia-a-dia nasce uma espiritualidade marcadamente comunitária, que dá origem ao Movimento dos Focolares.

Tendo-se rapidamente difundido por todo o mundo, abarca pessoas de todas as condições sociais, idades, raças e culturas. A primeira aprovação do Movimento, pela Santa Sé, foi em 5 de Dezembro de 1962, e em 29 de Junho de 1990 foi reconhecido pelo Conselho Pontifício para os Leigos como associação internacional de fiéis de direito pontifício.

Tem como finalidade principal contribuir para a realização da oração de Jesus ao Pai: “Que todos sejam um”.

É, de facto, a unidade que caracteriza o espírito, as finalidades e a estrutura do Movimento. Como consequência, procura desenvolver e aprofundar uma unidade cada vez maior entre os fiéis da Igreja Católica; procura estabelecer com os outros irmãos cristãos relacionamentos de comunhão e de testemunho comum em vista do restabelecimento da plena unidade; procura atingir, através do diálogo e de atividades de interesse comum com pessoas de outras religiões, a união em Deus entre todos os crentes; procura dialogar com as pessoas de boa vontade que não têm uma referência religiosa, e trabalhar com elas em finalidades de interesse comum com vista à realização da fraternidade universal.

Entre as várias realizações destacam-se as cidadelas, centros de convivência estável que procuram ser polos de irradiação da vida evangélica. Existem atualmente dezenas de cidadelas, nos cinco continentes.

2 Implantação

 O primeiro centro do Movimento dos Focolares em Portugal estabeleceu-se em Lisboa em 1966. O Movimento conta atualmente com cerca de 2000 membros e 23.000 simpatizantes, presentes em todas as dioceses. Tem centros regionais em Lisboa, Porto e Faro.

O Centro Nacional situa-se na Cidadela Arco-íris, em Abrigada (Alenquer), onde funciona também o Centro Mariápolis para encontros de formação dos membros do Movimento, a Editora Cidade Nova e o Pólo Empresarial do Projeto de Economia de Comunhão.

Entre os vários projetos e ações no campo social salienta-se a AMU – Associação Mundo Unido – ONG que tem como objetivo cooperar para o desenvolvimento dos países mais desfavorecidos e difundir a fraternidade universal entre indivíduos e povos.

3. Site

http://focolares.pt      

 

 

Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar - Diocese do Porto

Rua Arcediago Van Zeller, 50     4050 - 621 PORTO

pastoralfamiliar@diocese-porto.pt