SECRETARIADO DIOCESANO DA PASTORAL FAMILIAR

DIOCESE DO PORTO

InícioOrganizaçãoPlano de AcçãoActividadesDia DiocesanoJornada DiocesanaMovimentosHistórico

SECRETARIADO DIOCESANO DA PASTORAL FAMILIAR

DIOCESE DO PORTO

SECRETARIADO DIOCESANO DA PASTORAL FAMILIAR

DIOCESE DO PORTO

InícioOrganizaçãoPlano de AcçãoActividadesDia DiocesanoJornada DiocesanaMovimentosHistórico
 
 

Objectivos do Secretariado na Missão 2010


         
    1 . Criação de uma rede da Pastoral Familiar

              2. O Acompanhamento dos Casais Novos

             3. Dia Diocesano da Família – 30 de Maio de 2010, Palácio de Cristal, Porto, Região Pastoral Grande Porto

 

         Documentos:

         1. Ficha de Casal Responsável – Pastoral Familiar

         2. O Acompanhamento dos Casais Novos

         3. 1ª Reunião: “Descobrir e reacender o dom

      4. 2ª Reunião: “Fazer-se dom – Família evangelizada e evangelizadora

      5. 3ª Reunião: “Celebrar o dom

      6. Power Point  para a 3ª Reunião

 

  1. Criação de uma rede da Pastoral Familiar  *

O Secretariado contabiliza a existência de 8 Equipas Vicariais e 70 Paroquiais da Pastoral Familiar, números manifestamente baixos, tendo em conta as 22 Vigararias e as 477 Paróquias que constituem a Diocese.

 

Em ANO DE MISSÃO, o Secretariado sente-se motivado a trabalhar para criar uma rede de casais da “Pastoral Familiar”, ao longo das 477 paróquias, com quem possa estabelecer contactos para além dos Párocos.


Essa rede:

  • Permitirá, em cada Vigararia, encontros sucessivos de formação com esses casais paroquiais, animados pelo Secretariado, que culminarão na criação da respectiva Equipa Vicarial, caso não exista

  • Suscitará, com o tempo, em cada Casal Paroquial, motivações para a constituição da Equipa Paroquial, se não estiver formada.

Solicitamos aos Párocos que indiquem casais, dinâmicos, interessados, capazes de fazer um caminho conjunto com o Pároco e com as estruturas da Pastoral Familiar.


Anexos: “1 Ficha de Casal Responsável – Pastoral Familiar”, por Paróquia.

 

  1. O Acompanhamento dos Casais Novos**

Objectivo

  • Evangelizar os casais que casaram nos últimos 10, 12… anos, respondendo às solicitações de João Paulo II, conforme “Familiaris Consortio”, nº 69.

Pressupostos

  • Perceber a importância e a urgência do início desta acção de evangelização, agora mais realçada pela MISSÃO 2010

  • Não desanimar perante uma adesão, eventualmente pequena, dos casais novos

  • Acolher e trabalhar com os disponíveis. A Igreja é fermento.

Acções a desenvolver nas paróquias

  • Inventariar, em cada paróquia, os casais em causa

  • Reflectir o modo de contactar, de propor, de ouvir e de acolher

  • Dar preferência aos contactos personalizados.

Nota – Estas acções, que não dispensam os Párocos, podem e devem ser feitas pelos leigos dos Movimentos e Obras Laicais e por outros empenhados na acção pastoral paroquial.

 

Como cativar os casais novos?

  • Ir ao encontro das suas necessidades humanas e concretas, de modo que eles sintam que têm alguma vantagem em aderir à proposta apresentada

  • Assegurar que alguém toma conta dos filhos, se for o caso, enquanto eles participam na reunião

  • Evitar reuniões longas

  • Dar espaço à partilha e ao convívio.

Esquema das reuniões de formação

  • Apresentação de um tema técnico

  • Reflexão sobre a Palavra de Deus

  • Partilha e convívio

Temas técnicos sugeridos

  • Alimentação saudável

  • Cuidados de saúde na família

  • Descoberta vocacional dos filhos

  • Educação dos filhos (catequese, escola, amigos…)

  • Educação dos filhos para a afectividade

  • Família e idosos

  • Gestão diária da vida familiar

  • Gestão financeira e económica do lar

  • Importância da afectividade na família

  • Internet e outros meios de comunicação

  • Planeamento Familiar – Métodos naturais e abordagem dos restantes

  • Relação pais/filhos

Outras sugestões:

 

Papel do Secretariado

  • Solicitar o empenho e o envolvimento dos Movimentos da área da Família, das Equipas Vicariais e Paroquiais da Pastoral Familiar

  • Aproveitar as especificidades dos outros Secretariados

  • Criar e distribuir suportes de divulgação

  • Garantir às comunidades, que o solicitem, a presença de técnicos para apresentação dos temas práticos que venham a ser escolhidos.

Anexo: “Instrução Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa”, de 11 de Novembro de 1992, sobre "O Acompanhamento dos Casais Novos"

 

Nota - Este documento, pode ser enviado pelo correio aos Párocos que o solicitarem ou, em conjunto, para o Assessor.

  1. Dia Diocesano da Família – 30 de Maio de 2010, Palácio de Cristal, Porto, Região Pastoral Grande Porto ***

Objectivo

  • Fazer do Dia da Santíssima Trindade um autêntico DIA DIOCESANO DA FAMÍLIA (uma celebração eucarística participada pelas famílias da Diocese com um apelo especial aos familiares dos casais jubilados – filhos, netos, pais, avós)

Novidade em Ano de Missão

  • Incluir os casais que, durante o Ano de 2010, fazem 10 anos de vida matrimonial.

Acções a desenvolver nas paróquias

  • Inventariar, em cada paróquia, os casais que completam no ano 10, 25, 50 e 60 anos de vida matrimonial

  • Contactá-los e convidá-los para a celebração pública das respectivas bodas matrimoniais

  • Preencher o “Boletim de Inscrição” dos jubilados (a enviar oportunamente) que desejarem participar no Dia Diocesano da Família

  • Remeter cópia do mesmo ao Secretariado

Nota – Estas acções, que não dispensam os Párocos, podem e devem ser feitas pelos leigos dos Movimentos e Obras Laicais e por outros empenhados na acção pastoral paroquial.

 

Preparação dos jubilados

 

A celebração dos jubileus matrimoniais é uma oportunidade que as Paróquias devem aproveitar para evangelizar o amor conjugal, como já o fizeram, o ano passado, muitas comunidades. A MISSÃO 2010 impõe-nos que tal aconteça – ir mais longe e mais fundo, como diz D. Manuel Clemente.

 

O Secretariado propõe um esquema de 3 reuniões de reflexão e partilha sobre a teologia do sacramento do matrimónio e disponibiliza os suportes documentais para o efeito:

Era importante abordar os casais jubilados no sentido de criarem algum compromisso de colaboração futura com a paróquia.

 

Nota - Estes documentos, bem como 1 Power Point sobre a 3ª Reunião, estão disponíveis. Podemos enviar os documentos, pelo correio, aos Párocos que o solicitarem ou, em conjunto, para o Assessor.

 

Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar

 

   

 

 

 

Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar - Diocese do Porto

Rua Arcediago Van Zeller, 50     4050 - 621 PORTO

pastoralfamiliar@diocese-porto.pt  

 

 

 

Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar - Diocese do Porto

Rua Arcediago Van Zeller, 50     4050 - 621 PORTO

pastoralfamiliar@diocese-porto.pt